Artesãos da madeira: depositários de tradição e guardiões da natureza

madera naturaleza aOs profissionais que trabalham com a madeira de uma forma manual estão a converter-se não apenas em artesãos e depositários das tradições, mas também em depositários do ambiente e de uma natureza que lhes fornece a matéria-prima de que necessitam.

São escultores, entalhadores, torneiros, carpinteiros, marceneiros ou "luthiers" que acumulam um importante acervo de saberes ligados a muitos ofícios tradicionais, mas que olham também para o futuro procurando testemunho geracional que não encontram.
Com esse objetivo celebra-se no espaço cultural do Matadero de Madrid as "Jornadas de Trabalho de Autor em Madeira", um fórum que reúne pelo terceiro ano consecutivo profissionais deste setor para mostrarem uma grande variedade de produtos fabricados em madeira de forma artesanal e que aliam design, funcionalidade e sustentabilidade.

Alberto Azpeitia, coorganizador do evento, realçou a importância de dar visibilidade a estes ofícios e ao conhecimento ancestral que cada um deles aporta, tendo observado que noutros países os Governos financiam com fundos públicos essa transferência de conhecimentos, visando salvaguardá-los e garantir a sua preservação.

Em declarações à EFE, Azpeitia frisou que a madeira "não é uma matéria-prima do passado; é um recurso do futuro", acrescentando que nenhum outro material se encaixa melhor nos conceitos modernos de "economia circular" e de sustentabilidade; "sempre que plantamos árvores temos matéria-prima, é um ciclo natural que nunca acaba".

O denominador comum de todas as profissões e expositores presentes neste encontro reside na utilização de madeira "certificada" e sempre proveniente de aproveitamentos florestais "racionais", e com o respeito total para com um recurso natural que se for aproveitado de uma forma correta "é infinito".

A certificação florestal serviu precisamente para abrandar a desflorestação por que está a passar o planeta e para garantir que as matérias-primas são provenientes de bosques corretamente geridos conservando os recursos naturais em espaços que, frequentemente, fazem parte da rede europeia Natura 2000.

Numerosos artistas mostram neste fórum desde o fabrico de utensílios simples de madeira até sofisticados violinos; esculturas artísticas ou móveis completamente artesanais; embarcações construídas exclusivamente em madeira ou verdadeiras "xilotecas" (coleções de madeira).

Alberto Azpeitia sublinhou a necessidade de uma gestão correta das massas florestais para que os recursos não se esgotem, tendo citado o exemplo da Finlândia, o principal produtor de madeira da Europa e o único país cuja massa florestal cresce todos os anos.

Espanha é o país europeu com a maior superfície florestal, recordou Azpeitia, tendo sublinhado que nessa massa florestal se concentram muitas espécies autóctones que são muito valiosas para a produção de madeiras nobres e de qualidade, como o azinho, o freixo ou o castanho.

"Virámos as costas ao campo e muitos recursos naturais estão a perder-se", de acordo com o responsável pela organização desta Exposição, que manifestou que esse afastamento do mundo rural teve um reflexo muito negativo sobre todas as atividades do setor primário, tais como a agricultura, a pecuária, a pesca ou o aproveitamento dos bosques.

Azpeitia lamentou que esse abandono tenha conduzido já à extinção de muitos ofícios tradicionais, tendo sublinhado que o interesse de que toda a sabedoria e conhecimento que tinham requerido durante séculos não se extingam com os mesmos".

.

.

 

banner

Difundir el significado y los valores de la Red Natura 2000 es el objetivo del Proyecto LIFE+ "Infonatur 2000", cofinanciado por el instrumento financiero LIFE de UE y que coordina la Junta de Extremadura, y en el que participan la Diputación de Lérida, el Patronato de Turismo de Gerona-Costa Brava y la Agencia EFE.

Más información sobre la Red Natura 2000 en http://infonatur.gobex.es

[9/06/2017]

Comparte este contenido

Submit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn